O avarento

302635_268085106543608_473345_n
313892_268067369878715_6102257_n
311357_268067916545327_4757697_n
321079_268080149877437_7771006_n

Desde os primórdios do mundo, altos juros bancários, grandes concentrações de renda e mazelas do capitalismo rodeiam a história da humanidade. As pessoas são cuidadosas com seus patrimônios e procuram maneiras de aumentá-lo, tudo se negocia. Essa reflexão se encontra na peça "O Avarento", uma tragicomédia teatral escrita por Molière em 1668, composta de cinco atos e cerca de 30 cenas. Tem como tema principala usura, ambição, mesquinhez, ganância e qualquer outro sinônimo que esteja relacionado ao amor pelo dinheiro. Na época em que o texto foi escrito não existia pecado mais grave do que a usura, a Igreja Católica chegava a condenar a cobrança de juros. 

O Avarento traz uma crítica à cobiça. A trama, adaptada pelo grupo, conta a história do velho Barto-

lomeu, que guarda todo o dinheiro que possui no jardim de casa e desconfia da lealdade de todos. O velho tem um casal de filhos e os instrui no mesmo caminho, tratando-os como a extensão de seus negócios, sempre de olho para que os filhos não casem com alguém sem dotes. Numa crise de seu poder patriarcal, decide casar o filho Bernardo com uma viúva rica e a filha com um homem igualmente rico. Um mordomo da casa de Bartolomeu se apaixona por sua filha, e junto com ela trama se casar, às escondidas. Bernardo ama Fernanda, pretendente de Bartolomeu. E é sobre este fundo de intriga amorosa que é contada a projeção do vício que é a avareza. A trama também aborda sobre lealdade, honestidade, solidão e o poder da manipulação humana. 

O Brincantti apresentou a peça em 2007 e concorreu a fase municipal do Mapa Cultural Paulista, sendo eleito para representar a cidade na fase regional em Indaiatuba. 

Com essa peça, o grupo também participou do VI Festival de Teatro de Mogi Mirim, onde recebeu duas indicações, de melhor figurino e melhor cenário; e como grupo convidado, também abriu o Festival Estudantil de Teatro de Hortolância. 

 

ELENCO: Alben de Oliveira, Aline Regla, Celso Lauro, Evandro de Queiroz, Gabriel Botechia, Gustavo Caetano, Helou Nascimento, Kelly Arnold, Lucas Aranha, Raoni Padilha, Leandro de Queiroz e Ricardo Adorno.